Calma, a gente não perdeu o foco o blog e de repente viramos um blog de esportes e nem de e-sports. Aliás, se alguém que estiver lendo esse post gostar muito de e-sports, saiba que estamos recrutando redatores! A gente oferece abraços, idas a eventos e coxinha! Se quiser, manda algo pra gente por esse post aqui.

Mas vamos lá: se você, nérdilo criado a toddy morno, quando chegam as Olimpíadas pensa: “Ah, não gosto de esportes, então não vou ver!”. Ok, gosto é que nem c…… deixa pra lá. Eu respeito. Mas agora você pode torcer pra ter um motivo de assistir as Olimpíadas de 2024, que acontecerão em Paris.

Isso porque os jogos que serão sediados na cidade-luz podem ter a inclusão dos e-sports na sua grade de competições! O copresidente do Comitê Olímpico de Paris, Tony Estanguet, disse que irá realizar reuniões com representantes dos esportes eletrônicos e do Comitê Olímpico Internacional (COI) para discutir a inclusão dos jogos competitivos.

Para o copresidente do COP, os e-sports tem um papel muito importante no cenário, visando as futuras gerações. Segundo ele:

A juventude está interessada nos e-sports e nesses tipos de coisa. Vamos prestar atenção nisso, encontrá-los e tentar criar alguma conexão. Eu não quero dizer ‘não’ desde o início. Eu acho que é interessante interagir com o COI e com a comunidade de e-sports para entender melhor qual é o processo e por que isso é um sucesso.

Em contra-partida, o presidente do COI, Thomas Bach, disse que alguns jogos eletrônicos vão contra os valores olímpicos e que a entidade não está certa se podem ser considerados esportes. Ele diz:

Não estamos 100% certos se os e-sports são realmente um esporte, no que diz respeito à atividade física e ao que precisa ser considerado esporte. Não vejo uma organização ou uma estrutura que nos dê confiança ou garantia que tenha as regras e os valores olímpicos. Posso dar uma visão pessoal, mas alguns desses jogos vão contra os nossos valores.

De qualquer forma, a grade de competições das Olimpíadas de Paris só começará a ser pensada em 2019, e seu anúncio só acontecerá após os jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. Ia ser bem maneiro se um anúncio desses, casando esportes com games, acontecesse no pólo gamístico (???) do mundo!

E você? Acha que e-sports já podem ser considerados esportes? Devem ser incluídos nos jogos? Caso sim, o Brasil tem chance de medalha com os times atuais?

Não esqueça de nos acompanhar no Twitter e no Facebook.

Me siga também no Twitter e no Instagram!

About The Author

Formado em Ciência da Computação pela Universidade Anhembi Morumbi, sou um nerd. Tenho uma queda pelos produtos da Apple e seus serviços. Adoro ficar jogando video-game, nerdiando pelo computador, seja nas interwebs ou programando quando necessário. Possuo em meu arsenal nerd: MacBook Pro, iPhone, iPad, PS4, e Xbox 360.

Related Posts

Deixe uma resposta