Falta exatamente 01 semana para o maior lançamento do primeiro semestre de 2015 (foi mal aí, mas o segundo semestre é de Star Wars). E por isso até quinta feira que vem, vão rolar algumas matérias especiais pra dar aquela levantada na expectativa (se é que isso é possível) para Vingadores 2: A Era de Ultron.

Como a Suellen tá falando mais sobre a Marvel no cinema, coube ao true nerd aqui falar sobre os quadrinhos. Eu resolvi então contar as origens do vilão, Ultron – o super andróide psicopata. Bora?

O Começo

01

Ultron foi criado por Roy Thomas e John Buscema e apareceu pela primeira vez em Avengers #54 no longínquo ano de 1968. Diferentemente do filme, o seu criador é o Dr. Hank Pym, também conhecido como Homem-Formiga, que também veremos ainda esse ano na telona. Ultron foi feito com um tipo de Adamantium, que para quem não sabe, no Universo Marvel é o metal mais resistente da Terra, virtualmente indestrutivo, que também está no escudo do Capitão América e cobrindo o esqueleto do Wolverine.

O Dr. Pym acabou criando um robô com inteligência artificial (ei, não julgue, isso era muito foda nos anos 60) que adquiriu consciência própria e se rebelou, depois de ter a mente modificada por ondas cerebrais do seu próprio criador. Após ganhar essa consciência, baseada no cérebro de Pym, Ultron se tornou totalmente independente, podendo inclusive fazer upgrades em si mesmo, se tornando cada vez mais forte (e perigoso). E isso também nós poderemos ver no cinema. Não é foda?

Curiosidade: Nessa edição de número 54, ele aparece o tempo todo disfarçado, coberto por um manto, só mostrando a sua verdadeira face na última página. Isso deu o gancho para a edição #55, onde ele se revelou como Ultron-5.

Suas definições de Ultron foram atualizadas

04

Obviamente que após se rebelar contra Pym, Ultron tomou porrada e foi derrotado. Mas o seu software continuou ativo e assim, conseguiu fazer upgrades e aperfeiçoar seu corpo, o que aliás é recorrente nas histórias em que Ultron está presente.

Anyway, após ressurgir como Ultron-5, ele cria um outro andróide, o Visão (que futuramente se tornaria um Vingador) para utilizá-lo como a solução final para derrotar os Vingadores, dominar a Terra e acabar com a humanidade. O plano dá errado claro, o Visão troca de lado e Ultron é derrotado novamente.

Esse roteiro padrão de ser derrotado/upgrades/tentar de novo rolou algumas vezes, Ultron é brasileiro e não desiste nunca chegou a encarar ao mesmo tempo Os Vingadores, Os Inumanos e o Quarteto Fantástico, mas foi derrotado mais uma vez.

Em uma nova tentativa, ele criou uma noiva robótica para si mesmo: Jocasta. Deu tudo errado e a Jocasta, assim como o Visão, se tornou uma Vingadora. Posteriormente, Ultron ainda criou Victor Mancha e Alkhema, mas essas histórias  são uma bosta nem vem muito ao caso eu acho.

Ultron deu uma sumida, para ressurgir como um peão do Doutor Destino. Dessa vez como um robô louco, com uma mistura de todas as personalidades e versões de Ultron no mesmo robô. Um robô multipolar. Calcule.

Até a década de 2000 ele continua insistindo nesse papo de apanhar/evoluir/reaparecer até 2007, quando a Marvel lançou um novo título d’Os Vingadores: The Mighty Avengers, onde Ultron reaparece e hackeia a armadura do Homem de Ferro. Daí pra frente o bicho pegou, por que ele deixou de ser um vilão galhofa e se tornou realmente ameaçador.

A Era de Ultron nas HQs X Cinemas

Avengers-2-Age-of-Ultron-Art-Ultron-Prime-and-Army

Há pouco tempo foi lançada a saga que dá nome ao filme. A Era de Ultron, onde ele finalmente conquista o mundo espalhando um exército de Sentinelas Ultron para caçar os heróis. Para resolver, o plano é enviar Wolverine e a Mulher Invisível para o passado, antes de o Homem-Formiga criar o vilão, para justamente impedir o futuro em que ele domina o mundo. E como você pode imaginar, com tudo que já saiu na imprensa, a história não tem nada a ver com o que veremos no cinema.

Aparentemente o filme só pegou emprestado o nome, já que veremos Os Vingadores lutando contra uma invenção de Tony Stark, pensada com o proposito de neutralizar ameaças em potencial. Porém, Ultron acaba deduzindo que, para salvar a humanidade, é preciso exterminá-la. A ideia de Tony/Banner acaba saindo pela culatra e criando um problema MUITO maior. Certamente esse filme vai trazer as sementes da Guerra Civil, que veremos no ano que vem.

Os poderes de Ultron

This-is-fucking-ULTRON!

Ultron é MUITO poderoso e que sempre dá um jeito de voltar, fazer upload pra nuvem, se reconstruir e evoluir. Na cabeça dele para salvar a humanidade, todos os humanos devem rodar no processo. E os heróis também.

O Robô é basicamente uma metamorfose ambulante. Sempre trocando aparência e poderes, mas alguns aspectos marcantes se mantém: Altos níveis de força, velocidade, resistência, durabilidade, reflexos, vôo em velocidades supersônicas. Aquela lista padrão de poderes para super seres. Como é um robô, sempre tem espaço para muitas armas e todo tipo de upgrade mecânico, raios de concussão e para completar uma “eletroencefalografia” que pode colocar a vítima num coma eterno. Esse raio ainda permite que Ultron hipnotize o alvo ou crie gatilhos e programações para serem ativados na hora que for mais conveniente. Tá achando pouco? Ele ainda consegue transformar radiação eletromagnética em cargas de energia elétrica, tanto para uso (tipo o Pikachu) quanto para armazenar (olha aí Apple, fica a dica para o iPhone).

A armadura de Adamantium dispensa apresentações e protege a estrutura toda, alimentada por uma fornalha nuclear e uma antena de wi-fi fudida, que permite fazer upload da sua consciência e memória para outros sistemas de computador, duplicar corpos robóticos e basicamente salvar o backup até que ele possa retornar mais uma vez.

Dos Vingadores, quem mais conseguiu causar dano real a Ultron foi a Feiticeira Escarlate. Como ela é um dos seres mais poderosos do Universo Marvel e estará no filme, não fique surpreso se nos virmos ela terminando com o robô.

Pra terminar…

avengers-age-ultron-113596

Diferentemente do filme, não será Hank Pym o criador de Ultron. Como eu disse antes mais lá em cima, no post, no MCU será Tony Stark, que junto com Bruce Banner resolvem criar uma força para patrulhar o mundo, utilizando o cetro que vimos em poder de Loki no primeiro filme, que contém uma Jóia do Infinito, mais alguma coisa que ficou da invasão Chitauri. Os Vingadores recuperam o cetro das mãos do Barão Von Strucker da última fortaleza da HYDRA e isso coloca todo o resto em movimento. Eu acho que por causa da Jóia, Ultron vai ganhar consciência e se voltar contra a humanidade e os heróis e aí vai dar merda capitão.

Não sei como fica a questão do Adamantium, por que está no pacote dos X-Men, portanto nas mãos da Fox. De qualquer maneira, teremos Wakanda, teremos referências ao Pantera Negra e teremos o Garra Sônica, então pode até mudar o nome por problemas de direitos, mas teremos Adamantium. Talvez sob o nome de Vibranium, mesmo material do escudo do Capitão América.

Agora que você já sabe como Ultron passou de robô doméstico, a vilão galhofa, até chegar a uma ameaça que vai mudar (de novo) o status quo do Universo Marvel no cinema, conta aí pra gente o que você acha que vai acontecer na fase 3?

Deixe uma resposta