Desde que a EA mostrou as primeiras imagens do novo Need For Speed (por novo não entenda “mais um da série”, e sim um reboot), vem-se fazendo muito hype em volta do jogo. Justamente por remeter mais a série Underground, com customizações diversas e um gráfico muito lindo, os fãs – e eu me incluo nesse bolo – tem esperado o jogo ansiosamente, que sai em Novembro desse ano.

nfs1

E a EA vem fazendo um trabalho muito bom em volta disso, soltando trailers, liberando imagens e algumas coisas para já deixar o pessoal atiçado. Essa empolgação ao redor do jogo não se dá apenas pelos conteúdos publicados pela empresa, mas acredito que também se deve ao fato de que a série tinha caído na mesmice e vinha tendo um jogo novo a cada ano, do mesmo jeito que Assassin’s Creed. E convenhamos: é muito difícil lançar um jogo genial anualmente. Como o último da franquia foi o Need For Speed: Rivals, lançado em 2013, essa espera de dois anos deu um tempo para que os produtores/roteiristas/designers/qualqueroutraprofissaoenvolvida pudessem sentar, rever a série, discutir e trazer algo relevante para o jogo que marcará o início da corridas clandestinas que ganharam o mundo na oitava geração de consoles.

Há algum tempo eu já venho procurando um bom jogo de carro para PS4, mas nenhum dos que testei (Driveclub e The Crew) e outros que foram lançados, como Project C.A.R.S, chamaram a minha atenção. Eu sempre preferi o estilo arcade ao simulador, quando o assunto é carro, e é aí que o Need For Speed se encaixa perfeitamente pra mim.

Visando um trabalho bem feito, a EA também entrou na onda e anunciou que vai disponibilizar uma versão beta do jogo, para que os jogadores possam encontrar bugs e inconsistências, sejam eles durante o jogo ou no servidor e etc., e reportem para que sejam corrigidos a tempo do lançamento. Eles fizeram isso através de um cadastro, que pode ser acessado aqui, e vai até o dia 25 de Setembro.

E eles não cansam! Recentemente a Ghost Games, estúdio responsável pelo desenvolvimento do jogo, deu a seguinte declaração em sua seção de perguntas frequentes:

“Nós planejamos lançar uma série de conteúdos gratuitos para Need for Speed. Não temos atualmente quaisquer planos para DLCs pagos”

Ou seja, uma das maiores birras dos gamers, que era o fato de ter que pagar uma grana extra para ter acesso à todo conteúdo do jogo, parece estar sendo tratada com carinho por eles. E alguns DLCs chegam a custar um bom dinheiro.

Eu já disse aqui que caí no conto da pré-venda uma vez e não pretendo cair de novo, então vou esperar reviews, gameplays (e ter dinheiro), para que eu possa comprar o meu. O difícil mesmo vai ser conter a ânsia, a euforia, o desespero, para jogar!

É inegável que, baseado nos conteúdos liberados pela empresa, o jogo está lindo. Se sair atendendo as expectativas e fazendo jus ao já foi liberado, a EA vai entrar com Need For Speed nessa geração pela porta da frente!

Que chegue logo dia 03 de Novembro. :-)

Deixe uma resposta