Desde que começaram a ser reveladas as primeiras informações sobre o filme, os fãs já ficaram em polvorosa, chutando um milhão de teorias sobre qual seria o passado da nova protagonista da saga, Rey. Quando o filme foi lançado, todo tipo de boato pintou pela internet, quem eram seus pais? De onde vinha a menina que é só uma sucateira? Por que ela é tão poderosa na Força? Obviamente muitas pessoas acreditam até hoje que ela é filha do Luke, ou filha de Han e Leia, abandonada em Jakku para protegê-la da sua hereditariedade. Outros preferem acreditar que ela é neta de Obi Wan Kenobi e há até quem diga que ela tem algum parentesco com o Imperador Palpatine. A gente mesmo falou aqui no blog algumas vezes sobre isso, levantando várias ideias.

Sabendo que em menos de 2 meses, teremos a continuação, que promete uma revelação chocante e um plot twist, assim como foi em O Império Contra-Ataca, parece óbvio afirmar que é o momento onde essa nova geração será toda definida, para carregar o legado da saga pelos próximos 20 ou 30 anos.

Segundo a teoria, tudo que precisamos saber sobre a Rey está em O Despertar da Força e ela não é Skywalker, Solo ou Kenobi. Tudo que a gente precisa saber está no MacGuffin do filme.

Pausa aí. O que diabos é um MacGuffin

A expressão foi criada por Alfred Hitchcock, “MacGuffin” nada mais é do que um objeto que motiva os personagens e avança a história, mas tem pouca outra relevante para a história em si. E não necessariamente um objeto, mas também pode ser uma pessoa, animal e até um sentimento, ou sensação. E o que não faltam são exemplos, como por exemplo os Planos da Estrela da morte, tanto em Rogue One, quanto em Episódio IV. Ou ainda a Arca da Aliança, como em Indiana Jones, ou o Anel do Poder, em O Senhor dos Anéis.

E qual é o MacGuffin de O Despertar da Força? Isso mesmo amigos, o Sabre de Luz. E a chave para entender quem é a Rey está exatamente neste objeto.

 

JJ Abrams afirmou especificamente na época do lançamento, que os pais da Rey NÃO ESTÃO em O Despertar da Força. E embora o filme não deixe nada muito claro nesse sentido, podemos concluir que os pais dela não tem relação com Skywalkers, Kenobis, Solos ou até mesmo Palpatines. Pensa na complicação que seria explicar a relação familiar dela com o vilão da saga anterior. Isso sem falar que ela parece de fato alguém escolhido, uma “Chosen One”. Então a chave para entender esse mistério é entender que tudo que a gente sabe sobre a Rey até o momento está contido NO FILME.

Todas essas pistas e implicações provavelmente ficarão bem mais claras em Os Últimos Jedi, mas essa teoria tenta explicar o background da personagem, baseado só no que aconteceu durante o filme.

A Teoria do Sabre de Luz

A base para entender a teoria, e portanto, na visão do autor a história, é seguir o Sabre de Luz e entender o papel do sabre, que até algum momento foi o plot device principal do filme. O MacGuffin. Quando se começou a falar, bem antes do lançamento, sobre a nova trilogia Star Wars, a Lucasfilm deu uma pista, dizendo que essa nova saga giraria em torno de Rey e seus amigos, tentando proteger o sabre, impedindo que ele caísse nas mãos de Kylo Ren, que até então era um vilão obcecado por relíquias Sith, especialmente as que pertenceram de Darth Vader. Muito disso caiu no roteiro final, provavelmente para preservar a virada de roteiro. Então essa “batata quente” passando de mão em mão foi substituída pela busca por Luke Skywalker.

Lembra dessa cena, que não estava no corte final?

Pra mim ficou claro que Han, Leia e Maz Kanata sabem alguma coisa sobre a Rey. Vou mais longe, eles sabem da história dela. Isso é suporte para os fãs que acreditam que ela é diretamente relacionada a eles de alguma forma, mas esse não é o caso. Me arrisco a dizer aqui que eles sabem da história da menina perdida, mas não sabiam que se tratava dela e se tocam disso ao longo do filme.

Lor San Tekka, Jakku e a Millenium Falcon

A primeira evidência é: Lor San Tekka e a igreja da Força. Não parece muita coincidência que eles estivessem estabelecidos JUSTAMENTE em Jakku? É quase como o papel de Ben Kenobi de vigiar nosso protagonista à distância. A relação entre San Tekka e Luke fica estabelecida na trilogia de livros Marcas da Guerra e fica claro no filme, quando ele fala sobre a Princesa Leia e não a General. Nessa mesma trilogia tem pistas sólidas que nos levam a acreditar que Luke sabe quem ela é, sabe do seu potencial e dividiu a informação com o círculo mais íntimo.

Também é altamente coincidência e suspeito o fato de a Millenium Falcon estar estacionada lá, em Jakku. E ainda mais incrível, estar lá, com o cara que supostamente estava segurando a pequena Rey. Parece que quem deixou ela lá tinha laços estreitos com a Millenium Falcon, não? Muita coincidência pra ser só uma série de roubos e troca de donos que vai desembocar justamente lá.

Han, Leia e Maz sabem quem ela é

Eu sei que já falei isso agora pouco, mas vou destrinchar melhor aqui. Eles sabem da história de uma menina, poderosíssima na Força, mas não se ligam de primeira que ela está ali. Han Solo encontra com eles e diz que vai ajudá-los, para que possam seguir seu caminho. Conforme eles escapam dos caçadores de recompensa e passam algum tempo juntos, Han vai juntando as pontas e percebe quem ela realmente é. Daí pra frente, todas as conversas sobre a Rey ficam implícitas e fora das cenas, como o trecho em que a Maz pergunta sobre a história da menina. A cena imediatamente corta. A cena seguinte é a visão da Força e Maz aparece novamente, para convencer Rey a aceitar o chamado e seguir adiante, aceitar o destino.  Inclusive é bem curioso que o sabre estivesse ali por acaso. A Maz pode simplesmente ter colocado ali o sabre, em um lugar que ela sabia que estaria próximo o suficiente para a Força conectar ambos. Nós não temos como afirmar quanto tempo passou entre uma cena e outra, apesar de serem sequenciais no filme.

Fala sério, quem ia deixar uma relíquia como essa, largada num depósito? Com a porta aberta? Alguma coisa que Han falou, levou-a a manipular a situação, para que ela tivesse contato com o Sabre. Tanto que ela aparece imediatamente depois do Flashback. E por falar nisso:

O Flashback da Força

É aqui que tudo se junta. Ela vê vários momentos que parecem aleatórios, mas que na verdade não são, embora não tenha ficado claro para a maioria das pessoas que eu conversei sobre isso.

A primeira cena é na Cidade das Nuvens, onde aconteceu o primeiro confronto Vader X Luke. Abrams disse que o plano inicial era mostrar um trecho da luta, mas que o corredor sozinho deixaria uma atmosfera mais misteriosa. A seguir Rey vê Luke e R2-D2 observando o que parece ser a destruição do templo. Bem de leve da para ouvir o mesmo grito de quando ele descobriu que Vader era seu pai. A cena corta para Kylo Ren e aparentemente os tão falados Cavaleiros de Ren, massacrando algumas pessoas, talvez a geração de Jedi que Luke estava treinando? Eu já falei sobre isso aqui, talvez também faça parte da origem da Rey. Antes que a gente possa entender o que acontece, a cena corta novamente, Rey se vê criança, nas mãos de Unkar Plutt, enquanto uma nave vai se afastando. A última cena é uma visão do futuro, um preview do confronto com Kylo Ren, na Base Starkiller.

O Sabre é o fio condutor da visão

O que todas essas cenas tem em comum? O Sabre de Luz. As cenas se passam em ordem cronológica e todas são cenas em que alguma coisa acontece COM O SABRE, não com a Rey.

Na primeira cena, o Luke perde o sabre (e a mão), no confronto com Vader. Na cena da destruição, possivelmente é o momento em que Luke reencontra o sabre, diante dos seus pés e cai de joelhos, desolado e tal. Esse pitaco é baseado no fato de que Luke e Lor San Tekka viagam a galáxia atrás de relíquias, artefatos e templos Jedi. O sabre é encontrado no mesmo baú que estava quando Obi Wan deu o sabre a Luke. Então só pode ter sido ele que encontrou o sabre de alguma forma. Ninguém mais tinha como saber do baú.

A seguir, o sabre deve ter sido passado para Ben Solo em algum momento. Ao virar de lado e se tornar Kylo Ren, Luke deve ter recuperado o sabre de alguma maneira, ou tirar o sabre de Ben, pode ter sido a gota d’água para a sua mudança de lado, provocando assim o confronto que acabou por destruir a Nova Ordem de Luke.

Provavelmente Lor San Tekka, ou Luke deixaram a menina em Jakku. Mas provavelmente Luke, por que o sabre estava presente neste momento e quem mais estaria de posse do objeto a essa altura?

A própria Rey se dá conta disso. Quando Maz diz a ela “quem você procura, não irá voltar. O pertencimento que você procura não está no passado, está à frente.” E então Rey conclui: “Luke.” Ela foi deixada por Luke lá e não se deu conta! Ela sempre achou que Luke Skywalker era um mito, provavelmente ele mesmo contou essa história pra ela, para não colocá-la em perigo, nem para se revelar e se colocar em perigo. Luke deve ter dito que sua família voltaria para buscá-la.

Provavelmente os pais dela morreram durante a destruição da Ordem, ou morreram durante algum outro evento e só ela sobreviveu. Talvez eles tenham morrido para protegê-la e Luke sabendo disso, repetiu o que fizeram com ele. Luke ficar com a criança só traria perigo a ela e seria uma vulnerabilidade a ser explorada por seus inimigos.

O Ciúme e a inveja de Ben Solo

Outro ponto que talvez possa ser explorado é justamente o temperamento de Ben Solo. Instável e arredio, provavelmente Luke não tenha considerado o sobrinho adequado para carregar adiante o legado da Ordem. O fato de ter escolhido outra pessoa para dirigir a Ordem talvez tenha feito com que o sobrinho tenha se revoltado de uma vez e mudado de lado, fato que desencadeou a destruição da Ordem. Talvez (e aqui estou chutando) ele tenha escolhido o pai ou a mãe da Rey para comandarem a ordem. Isso desencadeou de uma vez o ódio que vinha acumulado no garoto.

Isso tudo levou à destruição da nova Ordem e um posterior confronto de Kylo e os Cavaleiros de Ren e Luke, que provavelmente foi derrotado nesse confronto. O tal poder bruto que tanto assustou o Mestre, como nós vimos no trailer. A pessoa que Kylo mata na visão pode ser um Toribota, feito de refém para atrair Luke, ou um dos Cavaleiros de Ren, que tenta matar Luke e é impedido por Kylo e isso por si só dá uma teoria. Talvez Kylo quisesse pessoalmente acabar com Luke. Talvez a ordem fosse levá-lo para ser morto por Snoke, vai saber.

Depois desse confronto, para proteger Rey da Primeira Ordem e de Kylo, Luke a deixa em Jakku, sob os cuidados de Lor San Tekka (mesmo que de longe).

Isso explicaria porquê ela parece familiar para ele, embora ele não saiba quem ela é. Ao mesmo tempo explica porquê da fúria dele quando o sabre voa direto para as mãos dela. Ele quer ser Vader e a chave para chegar lá é o sabre de luz. E é justamente daí que ele cria essa rivalidade com ela. Ele acredita ser o herdeiro de Vader (e da Força talvez?) pelo sangue, enquanto Rey é a sucessora natural de Luke, pela Força, já que segundo a teoria, Luke não escolheria Ben Solo como sucessor. Então Rey seria a herdeira disso tudo.

A voz de Obi Wan seria só um mecanismo de roteiro para indicar a passagem da tocha adiante, já que ele guardou o sabre por tantos anos e entrega a Luke. É uma metáfora para indicar que ela é, de fato, a herdeira dos Jedi, responsável por seguir adiante.

O sabre também é uma metáfora para o escolhido, já que só alguém muito importante pode empunhá-lo. Entenda quase como uma Excalibur. Estamos falando aqui sobre metáforas, não podemos levar tudo naquela visão como literal.

Uma nova camada no filme

Isso tudo que eu falei até aqui, adiciona uma nova camada ao filme. Quando Leia e Han se despedem, é quase como se ambos soubessem o que ia acontecer. Nós veremos em Os Últimos Jedi, como esse encontro entre Han e Kylo afetou o jovem. Ao mesmo tempo, quando Rey e Leia finalmente se encontram, ambas entendem tudo que está acontecendo. Leia está de luto pela morte de Han, Rey já sabe que Luke a deixou em Jakku. Aquele abraço é a peça que falta. Leia não sabia que já conhecia a história daquela menina, mas no momento do abraço ela se dá conta de que conhece e aquela é a garota. Por isso pode parecer meio bizarro que ela seja escolhida para levar o sabre até Luke, sozinha.

Ao encontrar Luke em Aach-To, o círculo se completa. Ela oferece o sabre, para lembrar a Luke quem ele é, quem ela é. Mais importante, como a Força os reuniu e a missão de Luke ainda não está completa. Ao olhar a menina e o sabre ele se dá conta disso.

Como sabemos, Os Últimos Jedi começa EXATAMENTE desse ponto. a grande e chocante revelação para Rey é a de que seus pais foram assassinados e ambos ou um deles era Jedi. Luke a deixou em Jakku para protegê-la de tudo isso e ao mesmo tempo colocar um fim nos Jedi, se isolando de tudo e de todos. Para cortar literalmente seus vínculos, ele deixou o sabre com Maz, o lugar mais improvável possível de se procurar por uma relíquia e partiu para o isolamento.

Essa é a missão da Rey no fim das contas. Um raio de esperança que vai trazer convicção às dúvidas e a descrença de Luke nos Jedi. Uma herança por mérito e não por sangue, que irá redefinir a saga e dar o pontapé inicial para uma nova geração, ou seja, o tema central dessa teoria.

Gostou? Concorda? Discorda? Deixe aí a sua teoria nos comentários!

Deixe uma resposta