Este texto é spoiler free. Pode ler sem medo.

Todo mundo (ou seja: a meia dúzia de pessoas que lê esse blog) sabe que eu sou MUITO fã de Star Wars. Ainda me lembro da primeira vez que eu assisti. Foi fora de ordem, assisti o Retorno de Jedi no cinema (sim, assisti ao último primeiro. Anos 80 caras, ninguém ligava pra isso.) E saí com a certeza de que eu queria um sabre-de-luz.

Pois muito bem, de lá pra cá eu fui gostando cada vez mais e consumo tudo que aquele velhote mandava. Não consigo evitar, é mais forte do que eu.

7149654a90c0e9c1fe7c818a195bf7f399c5b352

Vivi algo semelhante quando eles lançaram a versão remasterizada (uma das trocentas reedições e mudanças que George Lucas fez na saga) e também quando veio a trilogia nova, que até então ninguém sabia que ia ser uma grande bosta. De lá pra cá, só a série animada Clone Wars. Muito fã odeia, mas eu devo admitir que eu gostava e me diverti assistindo.

O resto todo mundo sabe. Ano passado fomos todos tomados de assalto, com a notícia da venda dos direitos para a Disney. Lucas resolveu se aposentar, vendeu tudo pro Mickey e agora tá em algum lugar curtindo um descanso. Mas a Disney não ia comprar só pra falar que tem não é?

Eu não falei muito do Episódio VII e da nova trilogia por aqui ainda, por que é tudo especulação e tanto boato, que eu tô um pouco receoso, não quero que o monstro da expectativa domine por aqui e sinceramente, não vou com a cara do J.J. Abrams. Mas de concreto temos uma trilogia nova, pós eventos do Retorno de Jedi. E eu me comprometo aqui a fazer um resumo de tudo que foi falado até agora, se vocês quiserem.

Mas vamos ao que interessa. Star Wars Rebels

StarWarsRebels

Além de uma merecida aposentadoria, ao vender sua franquia para a Disney, a idéia era uma renovação, sem que se perdessem as raízes do que era e do que faz Star Wars ser a saga que revolucionou o cinema, a indústria do entretenimento e galáxias muito, muito distantes. Talvez seja o maior ícone da cultura pop. Chupa Star Trek.

Esse seriado é o primeiro grande projeto no universo Star Wars sem os dedinhos gordos de George Lucas. E como a Disney nunca faz nada de graça, é claro que esse seriado é um aquecimento para preparar os fãs velhos, como eu e para agarrar uma nova geração de padawans.

Rebels é uma animação em 3D, mais ou menos nos moldes de Clone Wars, inclusive o produtor é o mesmo, Dave Filoni. Eu considero a série muito boa como um todo, mas ela não é unanimidade. De qualquer maneira, seria necessário trazer um novo Star Wars, sem perder a essência do clássico e ao mesmo tempo sem escorregar como a nova trilogia, que foi uma bela decepção para uma boa parte dos fãs.

Com a palavra, Dave Filoni:

“Nós temos que dar a cada nova geração, uma nova geração de personagens para elas gostarem.”

Pra mim esse é o principal acerto da série, pelo menos no começo. Novos personagens, faz ligações com a trilogia clássica e ainda prepara o terreno para a enxurrada de produtos que a Disney certamente está preparando.

A série vai ao ar no canal Disney XD, que é um canal meio adolescente, chamando atenção de uma nova geração de fãs, talvez os filhos dos fãs que acompanharam a saga clássica e que talvez não a conheçam ainda, afinal a trilogia original é de 1977.

A História

star-wars-rebels-crew-2400x1200-382692499971

Rebels se passa entre os episódios III e IV e mostra o início da Rebelião, antes de Luke Skywalker sequer sair das fraldas, contra o Império Galático. Aparentemente simples, não é?

De cara, nós somos apresentados ao garoto Ezra Bridger, um órfão do planeta Lothal, que sobrevive à base de pequenos furtos, até que esbarra em um grupo de mercenários, com o mesmo objetivo que ele,~garfar suprimentos do Império~. Esse grupo de mercenários apresenta alguns arquétipos típicos de Star Wars e eu me arrisco a dizer aqui, muito semelhante a um grupo padrão de RPG. Um fortão alienígena, que se chama Zeb (e é um easter egg ambulante, já que foi baseado numa das primeiras artes conceituais de quando estavam criando o Chewbacca), a piloto Hera Syndulla, uma mandaloriana que gosta de explodir coisas, Sabine Wren, um dróide meio pirado alá R2-D2, Chopper. Claro que não podia faltar uma nave que é quase um personagem. Nesse caso é a Fantasma, que tem aquela cara de nave que vai cair no gosto da galera como a Millenium Falcon.

O grupo é liderado por Kanan Jarrus, um Jedi que sobreviveu a Ordem 66, que bateu o último prego no caixão da Ordem Jedi e consolidou de uma vez o Imperador no troninho.

O primeiro episódio segue uma estrutura bem Star Wars mesmo, correria o tempo todo, naquela sequência de desventuras, em que os personagens saem de um problema e caem em um maior, mas que serve para começar a estabelecer personalidades e relações entre todos. Ezra acaba descobrindo que tem uma conexão com a Força e é desse grupo, aparentemente meio desajustado de mercenários egoístas, que será formada uma das bases da futura Aliança Rebelde.

Sobre o desenho, qualidade Disney. Animação de qualidade e como eu disse mais acima, tem tudo que fez da saga Star Wars o sucesso que ela é: aventura, tiroteio, combates, comédia, personagens carismáticos, de alguma forma os Jedi e sabres-de-luz. Participações especiais de personagens clássicos e até trilha sonora de John Williams. Não tem como não ficar arrepiado com as trilhas que esse cara faz. Sério.

Como fica o Universo Expandido?

Todos os produtos criados pela Disney daqui pra frente, sejam games, animações, livros, HQs serão parte integrante do cânone oficial. O antigo Universo Expandido, infelizmente em alguns casos, deixa de ser “oficial”. O que não significa que tudo aquilo tudo vai para um buraco negro e fim. Na verdade pode ser que algumas idéias, histórias, ou até mesmo personagens, possam aparecer nessa nova fase. Pessoalmente, isso não é surpresa. Até por que, seria mais fácil reiniciar o Universo Expandido do que ficar tentando costurar eventos novos com o que já estava escrito e ficar lidando com situações que não casam. Seria praticamente impossível. O fato é que a Disney vai atacar em todas as linhas possíveis para criar um universo completamente transmídia, com filmes, animações, quadrinhos e claro, brinquedos. Muitos brinquedos. Preparem as carteiras.tumblr_m7p5olvd4b1rqfhi2o1_500

A série estréia por aqui no dia 18 de Outubro (próximo sábado) no Disney XD e o site oficial também já está no ar e em português. Vale a pena acompanhar se você já era fã ou se você não tem tanto contato assim. Parece que a Força está mesmo com o Mickey.

Deixe uma resposta