Ao contrário de Lost, Agents of SHIELD vai sim amarrando suas pontas soltas. O que começou como parte de um episódio lá na primeira temporada e que aparentemente não era lá muito digno de atenção, acabou se tornando muito importante para o final da primeira temporada/começo da segunda. Sim amiguinhos, hoje vamos falar sobre a misteriosa escrita alienígena, os Kree, o Projeto T.A.H.I.T.I.

Nem preciso falar que daqui pra frente, teremos spoilers né? Então se você ainda não chegou até o Episódio 7 – The Writing on the Wall, recomendo que você assista primeiro.

Você foi avisado. Se tomar spoiler é culpa da HYDRA.

Vai encarar mesmo? Ok.

Finalmente o mistério de Coulson foi resolvido. Aquela mania bizarra de desenhar aqueles símbolos alienígenas na parede foi desvendada durante o episódio 7 da segunda temporada – The Writing on the Walls. Coulson finalmente descobriu o que diabos significava aquela escrita alienígena que ele fazia na parede. Não é um mapa ou diagrama como todo mundo chutava. Na verdade é a planta baixa de uma cidade.

Como a trama chegou até aqui?

Como tudo que envolve a escrita misteriosa, tudo que nós tinhamos até aqui eram fatos desconexos. A primeira vez que nós nos encontramos com essa escrita, ainda é bem o começo da série, Episódio 4 – Eye Spy. Pra resumir, Ward acaba se passando pela agente do Clarividente (aquela do olho biônico), que tinha como missão fotografar essa escrita, num prédio governamental, na Bielorússia. Isso só vai fazer ligação mais no fim da temporada, quando Garret enlouquece (mais) e começa a escrever a mesma coisa, após ser injetado com o soro do Projeto T.A.H.I.T.I. A nossa cabeça explode de vez, quando a temporada termina com Coulson fazendo a mesma coisa.

Todo esse plot da escrita alienígena dá o tom nesse começo de segunda temporada. E Coulson vai piorando cada vez mais, o que nos leva (e a equipe dele também) a começar a pensar que ele vai pirar que nem o Garret.

O Homem tatuado

JOEL GRETSCH, BRIAN VAN HOLT

O cara tatuado, todo misterioso do último episódio, assassina uma mulher que também conhecia os desenhos, fazendo o tal desenho misterioso nela, com uma faca. Isso chama a atenção da SHIELD e Coulson começa a suspeitar que talvez ele tenha memórias de quem essas pessoas são, já que ele era responsável pelo Projeto T.A.H.I.T.I, antes mesmo de precisar fazer parte dele. Para descobrir quem assassinou a tal moça, Coulson resolve utilizar uma máquina para recuperar a mémoria, a mesma que ele acabou usando na primeira temporada, que desvendou como ele havia voltado após ter morrido em Os Vingadores.

Depois de sofrer ~um pouco~ na máquina, ele consegue lembrar de várias pessoas que estavam mortas ou terminais, que foram parte do Projeto T.A.H.I.T.I e como todas elas piravam em algum momento. Isso é muito legal, por que aprofunda o personagem do Coulson e mostra o porquê de ele ter vetado o projeto. Mesmo que o Nick Fury tenha cagado foda pra opinião dele. Ele consegue lembrar quem é o cara e os outros pacientes. Todos tiveram a memória limpa, mas essa necessidade de fazer os desenhos voltou em todos. E o mais estranho: Cada um lembrava de um pedaço diferente do quebra-cabeça.

Coulson saiu meio doido da máquina e resolve ele mesmo encontrar o tal cara tatuado, que ele lembrou que era Sebastian Derek, um dos pacientes do programa. Nessas ele descobriu a peça final do enigma e de quebra parou a loucura, ao menos por enquanto.

Ok, é uma cidade, não simplesmente um mapa. E daí?

No final do episódio, Coulson resolve dar uma amenizada nos segredos, já que todo mundo tá começando a achar que ele tá ficando maluco. Ele basicamente reúne a equipe, e explica que apesar da loucura, que passou, eles tem uma peça fundamental que a HYDRA não tem. Pra completar mostra os desenhos pra galera, naquele holograma maneiro e muda a perspectiva, mostrando pra todo mundo que na realidade aquilo é uma cidade. E você pergunta: Que cidade?

Bom, ainda é cedo pra afirmar qualquer coisa e provavelmente teremos respostas ainda. A minha suspeita fica entre 3 lugares do Universo Marvel:

Attilan

attilan-from-new-avengers-vol-3-8-001-112251

A reino dos Inumanos (tá vendo onde vai dar essa história?) Attilan fica no coração do Ártico por vários séculos. Os Inumanos são uma raça de seres superiores, alterados genéticamente por uma névoa mística, fruto de experiências mais antigas que a própria humanidade. Super habilidades, intelecto superior e tudo que se precisa pra ser um super-humano. Isolados da humanidade e existindo independentemente.

Com um filme agendado pra 2018, tá ficando cada vez mais claro que a Marvel vai utilizar os Inumanos como equivalente aos mutantes (que são propriedade da FOX). Apesar de a estréia estar longe, pode ser que a Marvel já queira estabelecer os Inumanos, pra criar uma base de fãs talvez. Ou não, vide Guardiões da Galáxia.

Wakanda

wakanda-112252

A casa do Pantera Negra é uma nação africana que se isolou do mundo, e por ser a maior jazida de Vibranium da Terra, está anos-luz à frente de todos os outros países no mundo. Liderara por T’Challa, o Pantera em pessoa, o último Vingador a ganhar um filme solo. Com o filme confirmado, pode ser que a Marvel queira colocar Wakanda no mapa. Literalmente. Mesmo que a SHIELD já soubesse, como vimos em Homem de Ferro 2.

Atlântida

atlantis-112253

Como todo universo ficcional que se preze, a Marvel também tem a sua versão do Reino Perdido. A relação entre Atlântida e o mundo da superfície não é das melhores (Você não fica brother de quem tenta inundar Manhattan com um Tsunami gigante não é?) Atlântida é regida pelo Rei Namor, que já foi inimigo, mas se juntou ao Capitão América durante a Segunda Guerra Mundial e se tornou um aliado do Quarteto Fantástico. Não sei como seria a questão dos direitos do personagem, mas se a gente parar pra pensar, faz bastante sentido:

  • Atlântida tem potencial para personagens e idéias para roteiros;
  • De certa forma, faz ligação direta com Capitão América, Agent Carter e Segunda Guerra Mundial;
  • A Marvel ainda não divulgou nenhum plano para o universo submarino, mas pelo lado da DC Aquaman vem aí;
  • Agents of SHIELD parece um bom lugar pra testar idéias. A série afinal é um apoio para o MCU, por que não servir como sandbox?
  • Os Vingadores vão precisar de toda ajuda que puderem conseguir, afinal de contas, Thanos não vai ser derrotado facilmente.

Tá achando que acabou? Ainda teve o Ward!

Screen Shot 2014-11-13 at 11.00.50

Enquanto tudo isso tava rolando, ainda tivemos o nosso James Bond genérico, Grant Ward (que escapou dos militares logo após a SHIELD entregá-lo para o Senador Christian Ward, seu irmão mais velho) on the run. Ele está sendo seguido de perto, mas consegue se desvencilhar de Trip e Morse, ao melhor estilo terrorista. Mesmo assim ele não consegue despistar Lance Hunter, que o segue até um bar onde Ward se encontra com Bakshi, o principal capacho da HYDRA. Nesse encontro, Ward promete para Bakshi conseguir um encontro cara-a-cara com Coulson (que DEFINITIVAMENTE não saiu da maneira que Bakshi esperava). Pra completar, ainda liga pra Skye e promete outros “presentinhos” e parte para eliminar o seu irmão Senador. De barba feita.

Deixe uma resposta