Essa talvez fosse uma das séries mais esperadas para estrear nessa nova temporada que começa entre setembro e outubro. Claro que tem muita coisa importante nessa temporada, mas ontem eu assisti ao primeiro episódio de Agents of SHIELD, uma das grandes apostas da ABC para 2013/2014, uma grande aposta dos fãs nerds e da Marvel, que também vai ajudar (e muito) a matar o tempo entre as estréias da Marvel nos cinemas.

Aliás, falando da integração cinema/séries, isso sempre foi um dos maiores trunfos da Marvel, desde a época dos quadrinhos. Tudo que acontece em uma história, afeta de certa maneira as outras. Isso dá aquela impressão de um universo vivo, fora que acaba tornando tudo mais real.

Isso é, na minha opinião, o que melhor é aproveitado pela Marvel nos cinemas e que agora ganha um braço na TV. Todos os filmes da chamada Fase 1, foram meticulosamente planejados numa crescente, que foi levar ao filme dos Vingadores. Pra mim está bastante claro que Agents of SHIELD vai ter um papel importante nessa caminhada da fase 2, que vai levar a Os Vingadores: Era de Ultron.

Mas falando da série em si, Agents of SHIELD estreou nesta terça nos US and A, e chega por aqui hoje, dia 26/09, às 21h no canal Sony.

[label type=”warning” text=”ATENÇÃO! Possíveis Spoilers adiante”]

A Série e o Episódio 01

marvels-agents-of-shield-6

Desde que a série foi anunciada, todo mundo já sabia do que se tratava. A batalha épica vista em Os Vingadores, a invasão de Loki e os Chitauri foi um divisor de águas para o mundo, mais ou menos como foi o 11 de Setembro. Tudo em que as pessoas no mundo inteiro acreditavam foi posta em cheque, quando um buraco de minhoca GIGANTE se abriu no céu de Nova York, e de lá começaram a brotar aliens. Os Vingadores então entraram em cena e resolveram a parada, mas deixando expostas coisas e situações que as pessoas não faziam idéia que existiam. Deuses, super-heróis, monstros existem. Não são ficção. Fora toda a tecnologia que sobrou da invasão Chitauri.

Então a SHIELD está correndo para apagar e/ou recolher esses rastros de tecnologia alienígena perdida antes que caia em mãos erradas, tentar poupar a população comum dessa histeria causada pela invasão, além de se manter secreta. E Agents of SHIELD trata justamente sobre isso, como lidar com toda essa “Nova ordem mundial”.

A questão do impacto da invasão já havia sido abordada em Homem de Ferro 3. Mesmo para alguém como Tony Stark, a batalha deixou cicatrizes profundas e muitos questionamentos, pessoas que querem se aproveitar do momento e pessoas que querem ser heróis.

O que nos leva ao caso de Mike Peterson, que sofreu um acidente e no desespero se submeteu a uma experiência para ganhar superpoderes. Ainda sem muitos detalhes sobre quem o principal vilão. Nesse primeiro episódio, vemos apenas que alguém anda fazendo experiências com pessoas normais, acessórios Chitauri e a tecnologia Extremis. E isso faz com que Mike ganhe superforça, resistência e também o torne cada vez mais violento.

SHIELD-cast

Ele acaba entrando no radar da SHIELD, quando salva uma moça de um incêncio, após um andar explodir. Só que não foi, aparentemente, um simples salvamento, mostrando ainda que a SHIELD não é a única organização atrás de Mike. Tem muito mais por trás do laboratório que explodiu e as experiências com artefatos Chitauri e a tecnologia Extremis.

A cada cena dá pra ver que a série tem influências fortes de Joss Whedom espalhadas por todo lado. O episódio é bem movimentado, diálogos ótimos, inteligentes, várias piadinhas e referências. Outro destaque é a construção dos personagens. Whedom apresenta todos, a personalidade de cada um e já dá uma mostra de como vai ser a equipe trabalhando junta, sob o comando do agente Coulson.

E por falar em Agente Coulson…

agents-of-shield-pilot-review

Sinceramente, um dos momentos que eu menos gostei no filme dos Vingadores foi a morte do agente Coulson. Fiquei chateado. Igual a quando a gente descobre a verdade inconveniente sobre o Mandarim, em Homem de Ferro3. Eu sei que serviu para um propósito maior, que uniu os Vingadores de vez. Sei que provavelmente foi tudo calculado por Joss Whedom, por que essa série já devia estar engatilhada, até então não tinha gostado. E estava muito curioso pra saber como diabos ele não morreu com uma lança atravessada pelas costas que deve ter aberto um buraco caprichado nele. Enfim.

A verdade é que desde que o Coulson apareceu nos filmes, já deu pra perceber que ele é muito mais do que aparenta ser. Além de ser um personagem FODA, interpretado fodasticamente pelo ator Clark Gregg.

E é justamente isso que ele faz na série. É um personagem FODA! Participa da maior parte da ação e dá o tom da série. Já aparece logo de cara e explica a sua “morte”, os motivos e o porque da ausência após isso. Mas também foi a deixa para mostrar para os espectadores que nem ele, um dos agentes mais graduados da SHIELD, sabe da verdade toda.

Temos também uma participação especial logo de cara. A agente Maria Hill, interpretada por Cobie Smulders pra ajudar a dar aquela amarrada com os filmes.

No final das contas, o saldo é MUITO positivo. Agents of SHIELD tem um monte de referências ao Universo Marvel, abre um leque gigante de possibilidades, seja de tramas, personagens e/ou participações especiais. Pelo menos por enquanto, mesmo com a expectativa lá em cima, não teve, pra mim, um momento de decepção.

One Response

Deixe uma resposta