O boato finalmente se concretizou. Depois de muita especulação, a Walt Disney Company comprou finalmente algumas partes da 21st Century Fox, que repassa ao Mickey Mouse tanto a 20th Century Fox  quanto a 20th Century Fox Television. A transação, fechada em US$ 52,4 bilhões de dólares inclui, além dos estúdios de cinema e TV, assets como os canais FX e National Geographic, 22 Emissoras de esportes regionais, as ações da Fox no Hulu, na Sky e na Star.

Fora do acordo portanto, confirmando os rumores ficam a Fox News, o Canal FOX e a Fox Sports, que continuam propriedade do ainda gigante império da 21st Century Fox. A Disney que já possui os canais ABC e ESPN, ainda terá que se aguardar a aprovação do Departamento de Justiça dos EUA, que precisa aprovar a transação, processo que ainda vai levar vários meses.

Mas como ninguém aqui quer saber da parte jurídica, vamos falar da parte divertida.

O que isso significa para nós, fãs?

De cara, significa que é possível que vejamos personagens como os X-Men e o Quarteto Fantástico se unindo ao Marvel Cinematic Universe. No caso do Quarteto ainda tem uma pendência de direitos autorais, mas caras, tá bem mais perto.

Mas até esse momento, tudo que falarem é especulação. Ainda não dá pra saber exatamente como será a influência criativa da Disney nas produções da Fox. Mas olhando o histórico de Marvel e Lucasfilm, não deve ser nada tão dramático.

Além dos X-Men, Deadpool e Quarteto Fantástico, a Disney ainda coloca as mãos em franquias grandes, como Alien, Predador, Planeta dos Macacos, Kingsman, Duro de Matar e Avatar, que de certa forma já estava na Disney, pelo menos como a nova área temática do Animal Kingdom, no WDW Resort, em Orlando – Flórida.

Fora todas essas franquias, pode adicionar aí no pacote Os Simpsons, a National Geographic e TODAS as séries do canal FX.

Outro ponto interessante é: a Lucasfilm terá novamente todos os direitos de Star Wars, já que os direitos de Episódio IV – Uma Nova Esperança, ainda pertenciam à Fox. Com isso teremos, muito provavelmente, um novo lançamento da trilogia clássica em Blu-Ray, por exemplo, ou novos relançamentos no cinema, coisas que os fãs já pedem há tempos.

Mais dois pontos importantes são: O tal serviço de streaming da Disney vai ganhar um aumento significativo na sua já parruda biblioteca com todo o conteúdo da 20th Century Fox, aumentando as chances de ameaçar o reinado da Netflix. Em segundo lugar, a Disney também acabou ficando com o Fox Searchlight, estúdio independente, que distribuiu filmes como, A Forma da Água, Garota Exemplar, O Grande Hotel Budapeste, entre outros.

Fonte – Coming Soon

Deixe uma resposta