Eu queria deixar aqui um grande parabéns para o senhor Mike Leavitt. O cara criou DEZESSEIS esculturas dos seus diretores de cinema favoritos, para uma série que ele mesmo chama de King Cuts. Mas isso é bem normal para um escultor certo? Certo e isso não estaria aqui de graça, certo? Certo também, pequeno gafanhoto.

Essa série de esculturas chama atenção por que mistura cada diretor com os seus respectivos filmes mais icônicos. O resultado são esculturas estranhas pra caralho, mas que representam magníficamente o trampo de cada um dos diretores. Mesmo sendo bem engraçadas, devido à mistura entre elementos é uma puta homenagem e uma reverência ao legado desses monstros da sétima arte (alguns literalmente, pelo menos na escultura).

O contraste entre o rosto que não é caricato e o corpo bizarro chama muito a atenção. Todas as faces foram tratadas com respeito e estão bem longe de uma zoeira ou que seja mais cartoon. É literalmente uma apresentação da cara e do trampo, da história de cada um deles.

Outra coisa que a gente não pode deixar de falar é que as figuras são 100% feitas à mão. Nada de tecnologia, modelos prontos, impressora 3D nem nada do gênero. Cada peça é única.

No site do escultor você pode encontrar mais fotos e detalhes sobre as esculturas, tem até vídeos mostrando o processo. É bem interessante. E se você gostou tanto que precisa de uma (ou de todas) na sua prateleira, as peças estão à venda na Jonathan LeVine Gallery em NY (onde mais, não é mesmo?).

Eu coloquei abaixo uma galeria com todos os diretores, dá uma olhada aí:

 

Deixe uma resposta