O Mestre, a nova esperança, o Jedi, como seu pai antes dele. Luke Skywalker sempre foi um personagem que dividiu opiniões. Há quem ache ele cool, há quem diga que ele é um bundão, que só choraminga. Mas entre conversores de força, tiros certeiros e reclamações a lá Daniel La Russo, não há como negar que Luke é um ícone do cinema, comparável ao seu nêmesis, Darth Vader e outros grandes personagens da sétima arte, e goste você ou não, é uma parte gigante da cultura pop, muito por causa da atuação de Mark Hamill.

Até 2012, todos achávamos que o final de O Retorno de Jedi era a última vez em que veríamos o então último Jedi encerrando seu arco, salvando seu pai das trevas e entrando naquela parte da história que a gente só imagina, meio que feliz para sempre, só para descobrirmos que ele é a força que move O Despertar da Força, aparecendo somente no final, brevemente e prometendo um papel maior e fundamental nos vindouros episódios VIII e IX.

Semana passada, o próprio Hamill levantou a bola sobre a sexualidade de Luke. E pensando nisso, me levou a escrever o post. O quanato você REALMENTE sabe sobre Luke Skywalker?

Então eu separei 10 fatos que você talvez não saiba sobre o Grande Mestre Jedi. Bora lá:

10 – Ele quase foi uma garota

tumblr_md6scgyh8f1rkpedso1_1280

Muito antes de Luke ser um fazendeiro que vivia em um planeta deserto, naquela vidinha whatever com o tio e a tia, ele seria uma garota de 16 anos, chamada Starkiller que era APAIXONADA POR HAN SOLO que viajava a galáxia atrás dele, tentando conquistá-lo. Han por sua vez tinha uma bela barba e ostentava um belíssimo sabre de luz, como se fosse a coisa mais normal do mundo ter uma lanterna que corta qualquer coisa.

A pataquada do George Lucas só foi desfeita quando ele se tocou que o fato de Luke ser uma garota não encaixava bem na história que ele estava contando (e contou com um empurrãozinho da 20th Century FOX que não curtia muito a idéia, batendo o pé em um protagonista masculino).

E essa nem foi a última mudança drástica no personagem. Ele quase foi um militar, um General com os seus 60 anos. Aí a história foi sofrendo vários ajustes e ele acabou ficando como um homem saindo da adolescência.

9 – O nome é Luke por causa do sobrenome de George

George-Lucas

Lucas. E isso é uma coisa que muita gente, não importa o quão fã hardcore de Star Wars seja, nunca percebeu. O que é bem bizzarro dada a obviedade da informação. Luke – Lucas. Ah George seu malandrinho!

Claro que é tudo uma especulação. George Luke, desculpe, George Lucas nunca confirmou a informação, mas existem pistas:

Pra começar, o apelido de George Lucas no colégio era Luke. Quer mais? quando você fala “Luke S.”, dá mais ou menos a mesma pronúncia de Lucas. Isso tudo somado ao fato de que Luke não é um nome incomum. Em um universo de nomes incomuns, como é o de Star Wars, é de se chamar a atenção, não?

8 – Robert Englund avisou Mark Hamill da audição para o papel

maxresdefault (1)

Não faz idéia de quem eu tô falando? Robert Englund ficou famoso por interpretar um dos personagens mais conhecidos do mundo do Terror. Freddy Krueger o psicopata demoníaco que invadia os sonhos das pessoas em A Hora do Pesadelo (Nightmare In Elm Street). E um fato curioso (e pouco conhecido) sobre Englund é que ele e Mark Hamill foram roommates por um breve período nos anos 70. E foi graças a esse senhor, não tão aterrorizante sem maquiagem, que Hamill acabou ganhando o papel.

Depois de Englund não conseguir um papel em Apocalypse Now, Francis Ford Coppola o mandou para George Lucas, para fazer uma audição para o papel de Han Solo. Ele também não conseguiu o papel, mas chegando em casa, disse para Mark Hamill algo que mudaria sua vida para sempre. Segundo o próprio Englund:

“Eu fui para casa e disse para aquele moleque que estava dormindo no meu sofá, depois de um six-pack de Heineken, tudo sobre Star Wars. O seu nome era Mark Hamill e eu disse: ‘Ei garoto, Lucas está fazendo um filme sobre o espaço. Talvez você seja uma boa escolha para ele.”

Hamill foi atras do seu agente, se encontrou com Lucas no dia seguinte e o resto é história.

7 – Luke Skywalker quase foi interpretado por outras pessoas

fanart

Difícil olhar hoje e imaginar que outra pessoa poderia ter sido Luke Skywalker, mas outros atores chegaram bem perto de conseguir o papel que ficou com Mark Hamill.

Lucas se interessou por vários atores para o papel de Luke. Os que chegaram mais perto foram William Kitt e Charles Martin Smith. William Kitt acabou ficando famoso por interpretar Ralph Hinkley, na série O Super-Herói Americano, famosa nos anos 70, enquanto Charles Martin Smith tinha feito um papel em American Graffiti, do próprio George Lucas, assim como Harrison Ford.

No fim das contas Hamill levou o papel por ter uma “inocência” que ganhou Lucas, por trazer mais esse ar de garoto inocente da fazenda. Entenda como quiser.

6 – Quando as filmagens rolaram ele ainda era Luke Starkiller

maxresdefault

Muita gente acha que o sobrenome de Luke foi de “Luke Starkiller” para “Luke Skywalker” durante a fase de roteiro. Mas Starkiller foi o sobrenome dele durante uns bons meses. Inclusive durante as filmagens.

Vários diálogos do roteiro foram filmados com Mark Hamill e outros personagens utilizando o sobrenome “Starkiller”,  bem antes finalmente se tocar de que o nome carregava muita negatividade e fazia parecer que Luke era um vilão. Lucas diz que se decidiu por mudar por que notou que muitas pessoas estavam confundindo o personagem com um serial killer famoso na época. Charles Manson.

A única cena em que Hamill deveria dizer o próprio nome é na sequência em que eles salvam a Princesa Leia da cela, na Estrela da Morte, em que ele anuncia “Eu sou Luke Skywalker e estou aqui para salvá-la!” De acordo com Hamill, ele gravou dizendo que era Luke Starkiller, mas a cena foi redublada mais tarde.

5 – Ele já fez uma participação em Os Muppets

Depois que você participa de um Especial de Natal Star Wars, o único jeito de recuperar a dignidade é fazer uma ponta em um programa d’Os Muppets. Talvez seja por isso que Luke Skywalker, junto com os dróides R2-D2 e C-3PO, apareceram em um episódio do programa nos anos 80, um ano antes do lançamento de O Império Contra-Ataca.

A participação não é lá muito conhecida. O quadro era uma parte do segmento Pigs in Space, em que o Jedi trabalhava com os dróides e os Muppets em uma missão para salvar Chewbacca. Aquela bizarrice gostosa que só os anos 80 foram capazes de produzir.

4 – Ele construiu o próprio sabre em uma caverna de Tatooine

Eu duvido que você nunca pensou, quando assistiu ao Retorno de Jedi: “Ei, de onde veio esse sabre-de-luz verde?” E um monte de gente não sabia que existe uma cena que foi cortada de Episódio VI que explica como Luke conseguiu um novo sabre para substituir o azul, que foi recuperado por Rey em O Despertar da Força.

Na cena deletada, Luke estava acabando de montar o novo sabre em Tatooine, momentos antes de enviar C-3PO e R2D2 para o palácio de Jabba, para resgatar Han Solo.

A cena foi cortada por que não foi considerada necessária, para não dizer que não fazia muito sentido que Luke terminasse o novo sabre tão em cima da hora do resgate. Ele teria construído um novo sabre antes de sair para o resgate, afinal, parece ter passado tempo suficiente entre os Episódios V e VI para construir um e DEPOIS sair para o resgate. E Luke parecia muito mais ligado à Força no começo do Episódio VI, não?

Em todo caso, o sabre foi construído em Tatooine, dentro de uma caverna, baseado no design do sabre de Obi Wan e era verde para contrastar com o céu azul durante a cena do resgate na barca do Jabba. Claro que depois criaram uma explicação dentro do universo, com vários tipos de cristais Kyber e cores de sabres.

3 – Ele quase caiu para o Lado Sombrio ao final do Retorno de Jedi

emperorreborn-ptp2

Quando George Lucas e o co-roteirista Lawrence Kasdan estavam discutindo idéias sobre o fim de O Retorno de Jedi, Lucas pensava em um clímax em que Luke Skywalker pegaria o capacete do seu recém assassinado pai e declararia sua aliança com o Lado Sombrio, que seria um plot twist MEGA surpreendente, mesmo desconsiderando todo o objetivo de Luke até ali.

A idéia acabou sendo descartada, mas Kasdan insistia que a achava ótima e inesperada, mas Lucas achou que não seria um bom exemplo, por assim dizer, para as crianças, que eram, no final das contas o públic0-alvo de Star Wars. Ninguém esperaria essa mudança tão drástica aos 45 do segundo tempo. Seria tão chocante quanto foi o final de Império Contra-Ataca, em que Vader se revelou pai de Luke.

2 – O papel foi minúsculo em O Despertar da Força, para não ofuscar Rey

star-wars-7-force-awakens-script-reveals-luke-skywalker-s-response-to-rey-810072

A maioria dos fãs de Star Wars (inclusive eu) estava esperando que Luke tivesse um papel muito maior em O Despertar da Força, por causa do nome dele vir logo em segundo nos créditos e bem, basicamente por que tudo levava a crer que ele seria o grande destaque do filme (mesmo com a campanha de marketing não ter mostrado nada de Luke).

A razão principal disso não era a falta de um lugar para ele na história, ou por que Hamill não estava disponível para gravar. Veio do fato de que a produção não queria que toda a atenção fosse para ele, ao invés da protagonista, Rey. O filme é simbolicamente uma passagem de bastão, da geração velha para uma nova, que vai carregar Star Wars pelos próximos 20, 30 anos.

J.J. Abrams sentiu que incluindo mais Luke no filme, distrairia as pessoas da nova heroína da série e optou pela aparição dele na cena final apenas. O que é compreensível, já que assim que ele aparecesse, roubaria a cena e as atenções todas para ele. Com a Rey estabelecida (e muito bem, diga-se de passagem), é claro que teremos mais Luke em Episódio VIII, muito provavelmente como o mentor de Rey e será que algo a mais? Tipo, “Rey, eu sou seu pai”?

1 – Ele também é um fantasma da Força no Universo Expandido

2526991-cadedeathsticks

Todo mundo sabe, ou deveria saber a essa altura que o Universo Expandido de Star Wars, foi transformado em Legends. Tá lá pra você comprar, mas não faz mais parte do cânone oficial, apesar de ter inspirado muita coisa da nova continuidade. Se não obviamente, com arquétipos e personalidades. De qualquer maneira, no Universo Legends, Luke Skywalker já morreu.

No cânone oficial ele tá vivinho da silva, mas em Legends, a timeline já foi MUITO pra frente, então ele ainda aparece, mas como um Fantasma da Força.

Na série Legacy, que se passa 133 anos após os eventos de Retorno de Jedi, Luke passou para o lado de lá. com Obi Wan e Yoda, se tornando um com a Força. Luke aparece para guiar o seu descendente, Cade Skywalker, que desistiu da Força, Jedi e tudo isso para ser contrabandista. Aí o Luke fantasma aparece para tentar convencê-lo a pegar de novo no sabre-de-luz (ui!) e continuar na batalha eterna contra os Sith e o Lado Sombrio, que domina a galáxia novamente.

One Response

  1. katia

    Ótimo texto, adorei, Acho que conhecia todos menos o último! Obrigada!

    Responder

Deixe uma resposta