Filha de Luke Skywalker? A reencarnação de Anakin? O Verdadeiro equilíbrio? Muitas são as teorias e várias delas foram tratadas aqui no blog. Mas conforme vamos nos aproximando da estréia de Episódio VIII – Os Últimos Jedi, algumas pistas vêm sendo dadas. Nada que estrague a nossa experiência, antes que alguém reclame. Mas desde Dezembro de 2015, os fãs tem procurado preencher as lacunas e solucionar os grandes mistérios que cercam principalmente a protagonista, Rey e o antagonista, Supremo Líder Snoke.

Eu sei que eu como fã, eventualmente dou umas passadas em alguns sites de boatos e rumores. Gosto de pensar nas possibilidades e como seriam as consequências. Mesmo das mais estapafúrdias, como essa aqui, sobre o Jar Jar Binks.

De qualquer maneira, eu já vi tantas teorias, que tenho certeza de que alguém acertou. Não é possível. Claro que essa que eu vou contar à seguir pra vocês pode ser completamente furada, mas essa me chamou a atenção de verdade. Eu realmente gostei dessa que anda circulando no forum do TheForce.net. Vamos lá:

As religiões da Força

Para começo de conversa, precisamos voltar para Rogue One. Mais precisamente em Jedha. Segundo o livro Rogue One: The Ultimate Visual Guide, escrito pelo líder do LucasFilm Story group, Pablo Hidalgo, existem outros cultos da Força. Tudo vai muito além de Jedi e Sith. E conforme vão saindo materiais do universo expandido, como o Ultimate Visual Guide, vamos descobrindo mais sobre esses cultos. O autor revela o nome e detalhes de alguns cultos, como os Phirmist, A Irmandade do Semblante Beatífico, a Igreja da Força, os Discípulos e Guardiões dos Whills e o Clã Toribota. Ainda de acordo com o livro, os cultos da Força, já existem há mais de 25 mil anos.

O que todos eles tem em comum é o planeta de Jedha, que nós vemos no filme Rogue One. Lá é o planeta onde nasceram os Jedi e no filme vemos vários escombros do que parece ser um templo Jedi. Inclusive se você prestar atenção ao background você vai ver vários representantes desses cultos e de vários outros. Um desses cultos é justamente o tal Clã Toribota.

E quem é o Clã Toribota?

Segundo a descrição oficial do Visual Guide:

“Uma seita obscura de viajantes nômades, o Clã de Toribota não chama a Força de ‘Força’”. Eles se encontram atraídos a Jedha. Eles vêm do mundo de Isde Naha, nas Western Reaches (Fronteiras Ocidentais) da Galáxia. Eles chamam o sol de Jedha de “a Primeira Luz”, e acreditam que é a primeira estrela que seus ancestrais viram.”

Como começa a teoria?

Então, segundo a teoria, Rey nasceu em Jedha. E antes que você corra pra me xingar nos comentários, não, o planeta não foi destruído. O disparo de um reator da Estrela da Morte não destruiu o planeta. Apenas a cidade foi destruída. Entenda mais ou menos como a bomba que avassalou o Japão na 2ª Guerra Mundial. Estamos todos aqui, não? Pois é Jedha também.

Corta para as HQs. À partir de Novembro, começa um novo arco em Star Wars #38, com uma nova dupla criativa, Kieron Gillen Salvador Larocca, depois do excelente trabalho em Darth Vader. Nesse arco, que ainda vai se passar entre os episódios IV e V, segue no caminho de descobertas de Luke Skywalker, só que dessa vez o foco será no crescimento do ainda aprendiz Jedi dentro do movimento Rebelde.

O primeiro arco vai levar Luke Skywalker, veja só, para Jedha, o agora famoso lar espiritual para os Jedi. E apesar de toda essa ligação com os Jedi e a Força, segundo Gillen, existe uma outra forte ligação entre o planeta e a saga. Isso vai ser explorado na HQ. Luke chega a Jedha e descobre pessoas como Jyn Erso e começa a entender mais sobre os sacrifícios envolvidos em se fazer parte da rebelião.

Então vamos considerar que Rey nasceu sim em Jedha. Luke já visitou Jedha e começou a Nova Academia Jedi lá e o clã foi destruido pelos Cavaleiros de Ren em Jedha antes do ataque à Academia de Luke. E é isso que nós vimos na visão da Rey em O Despertar da Força.

Em Bloodlines, sabemos por Leia que Ben Solo foi mandado para treinar com seu tio, por que já havia escuridão nele. Então, seria razoável assumir que antes mesmo de começar o seu treinamento Jedi com Luke, Ben já era Kylo Ren e já sofria influência de Snoke. Ou seja, Ben/Kylo Ren já foi para treinar com Luke Skywalker, com a missão de traí-lo e destruir a Nova Ordem Jedi.

Chegamos então à visão da Rey. Vemos os Cavaleiros de Ren assasinando alguém, vários cadáveres no chão e como na imagem acima, a vítima de Kylo Ren. Os Cavaleiros foram à Jedha eliminar a Tribo de Toribota e acabar com a Nova Ordem Jedi e eu suponho que a visão da Rey mostre justamente a morte do líder.

Eu imagino que o Luke estava ausente da Academia por algum motivo. Foi nessa hora que Kylo e os Cavaleiros de Ren atacaram. Quando Luke chegou só viu o cenário de destruição. Então desistiu de tudo e se impôs o auto-exílio.

Talvez Snoke só quisesse destruir a Academia e os Jedi. Talvez ele soubesse da existência de Rey, ou ainda a visse como uma ameaça, por que sentia que ela era muito poderosa na Força e o Clã Toribota a via como uma salvação.

Após o massacre da Academia e do Clã, alguns sobreviventes da Tribo, ou o próprio Luke deixaram Rey em Jakku para protegê-la de Snoke e dos Cavaleiros de Ren. Talvez esse tenha sido o último sacrifício.

Sabemos por Leia que já existia escuridão em Ben antes dele ir treinar com seu tio. Então, Ben já era Kylo Ren antes de ter começar a ser treinado nas artes Jedi, e só foi treinar com Luke porque pretendia traí-lo, Snoke já o controlava nessa época.

Foi Snoke que mandou os Cavaleiros de Ren assassinarem a tribo de Toribota. Talvez Rey é um outro ser enviado pela Força, e Snoke a via como uma ameaça e a tribo a via como uma salvação. Os sobrevivente dos Toribota deixaram Rey em Jakku para salvá-la dos Cavaleiros de Ren.

O que eu acho que aconteceu:

Snoke pressentiu um abalo na Força, ou seja, a Rey. Enviou os Cavaleiros de Ren e Kylo para exterminar o clã e de quebra a Academia de Luke. Com os Jedi eliminados, o caminho estaria pavimentado para a Primeira Ordem conquistar a galáxia. Uma parte do plano deu certo, afinal o Clã e a Academia foram destruídos e ele achava que o problema estava resolvido. Mas alguns sobreviventes conseguiram levar a bebê Rey até o planeta vizinho, Jakku.

Então talvez não fossem nem os pais de Rey que a deixaram lá. Talvez fossem os últimos sobreviventes do Clã. E existem outros sinais de que Kylo e Rey tem uma ligação. O primeiro sinal é o ataque de pelanca dele, ao descobrir que BB-8 e o traidor Finn, fugiram na Millenium Falcon com uma sucateira. Mais adiante na história, quando ele consegue finalmente sequestrar e tentar torturar a Rey ele simplesmente diz: “É você”. Ele está falando isso por que reconheceu ela como a sobrevivente do ataque a Academia.

Então está aí uma provável ligação entre a família Skywalker e a Rey. Ela nasceu e certamente é uma escolhida pela Força, talvez para trazer equilíbrio para a Força e para a galáxia. Apesar de não haver uma relação de sangue, os três compartilham essa série de tragédias e eventos em Jedha. Rey perdeu sua família e seu povo, Luke perdeu a sua Academia e a Nova Ordem Jedi e tudo pelas mãos de Kylo Ren.

E você? O que acha? Será que dessa vez a internet está mais próxima da origem de Rey? E esse Dezembro que não chega hein? Deixe aí nos comentários a sua opinião!

 

Deixe uma resposta