Nem Arnold Schwarzenegger ou Sylvester Stallone. Dessa vez falaremos de um outro ator muito conhecido pelos seus filmes de ação: Jean-Claude Van Damme! e se vamos falar de Van Damme é impossível não lembrarmos de um dos principais filmes de sua carreira; é claro que estou falando de “O Grande Dragão Branco”. Com toda certeza você já deve ter visto ao menos um pequeno trecho desse filme ou ainda uma referência em alguma outra obra.

20150401o-grande-dragao-branco.jpg

Lançado em 1988, o filme conta com Van Damme na pele de Frank Dux. Baseado em fatos reais do verdadeiro Frank Dux (sim, esse lutador é real!), o filme conta sua trajetória, começando pelo seu treinamento em Ninjutsu através dos ensinamentos do seu mestre Senzo Tanaka. E é precisamente num tributo à Senzo que Frank aceita participar no famoso, exigente, mortífero e clandestino torneio Kumite, em Hong Kong, onde todas as suas habilidades são postas à prova.

Na época do seu lançamento o filme não fez muito sucesso recebendo críticas medianas da imprensa especializada, porém o público e geral viu com melhores olhos a obra apresentando um índice de aprovação considerado como bom (76%). Hoje em dia o filme é lembrado como uma das obras que representam o cinema de ação dos anos 80, e como um dos papeis que lançou o ator no cinema americano.

Em questões de roteiro, produção, atuações e direção o filme não possui nenhum ponto digno de destaque (sendo que em alguns aspectos até deixa a desejar), porém reunia algumas das características que definiam os filmes de ação da época: pancadaria, boas cenas de lutas e personagens peculiares (o lutador doidão americano, o lutador de muay thai e um outro que ficava pulando de um lado para o outro) e até mesmo marcantes; quem não se recorda do vilão, um chinês bombado que metia medo em qualquer um e que matava por prazer?

o-grande-dragão-branco-foto-02.jpg

Falando das cenas de luta, o filme trouxe muitas sequências bem coreografadas que até mesmo se tornaram ícones sendo referenciadas por muitos filmes, como a cena do espacate, a destruição dos tijolos, as piruetas e chutes rotatórios de Van Damme, a luta quando cego e o grande toque da morte (dim mak).

O-Grande-Dragão-Branco.jpg

dimamgig.gif

5295446_van-damme-that-stinks-is-a-compilation_c572323a_m.gif

Se você é um fã do ator, ou curte um bom filme de artes marciais e pancadaria, ou ainda apenas gosta de assistir um filme de ação dos anos 80, “O Grande Dragão Branco” vale a investida, principalmente pelas cenas de luta (o que praticamente define o filme).

Deixe uma resposta