Desde Homem de Ferro, em 2008, o Marvel Cinematic Universe só se expandiu quase que como a fome do Galactus. Nos cinemas e na TV, sem falar nos X-Men que tem um universo na Fox, ou o Homem-Aranha na sony e a Netflix. Parece que ao contrário da DC, nenhum herói é pequeno demais para ter uma chance. Todos na Marvel parece que eventualmente terão um lugar ao sol, quinze minutos de fama e tal.

E juntando tudo que há de Marvel nos cinemas, os próximos anos são promissores. Veremos versões live-action de Cable, Domino, Novos Mutantes, Inumanos, Novos Guerreiros, Manto e Adaga. Até Garota-Esquilo vai ter a sua chance. E recentemente foi confirmado que teremos mesmo Adam Warlock futuramente no MCU.

Com tudo isso, é de se pensar que não sobrou muita gente não é mesmo? Engano seu. Existem vários personagens importantes do Universo Marvel que ainda não foram cogitados para versões live-action, mas que são importantes nas HQs. Então vamos falar de 10 heróis que precisam de uma versão em Carne e Osso.

 

10 – Hercules

O filho de Zeus tem a sua versão Marvel já há um bom tempo nos quadrinhos, tendo sua estréia nos anos 60, nas páginas de O Poderoso Thor, antes de se tornar um Vingador. Herc já foi e voltou como vingador algumas vezes ao longo dos anos e geralmente aparecia quando Thor não estava disponível, pra preencher a vaga do ser mitológico. Como não faz lá muito sentido ter os dois atuando juntos, talvez seja por isso que não tivemos um Hercules no MCU. Mas eventualmente Chris Hemsworth vai seguir a vida e aí nosso querido semideus seria uma escolha bem óbvia e divertida. Além do mais, mitologia grega é foda! Se vier todo o pacote junto com o Herc, tô dentro!

9 – Cavaleiro da Lua

Se eu tivesse que chutar quais personagens fariam parte de uma eventual fase 2 da Marvel, na Netflix, certamente O Cavaleiro da Lua, Marc Spector, estaria entre as minhas apostas. Um ex-mercenário que morreu e foi trazido de volta a vida por uma Deusa Egípcia da Lua, Khonshu, também conhecida como Deusa da Vingança, Marc Spector ainda tem um distúrbio de personalidade múltipla. Profundo e multifacetado, olha aí. Com todo aquele pacote de super-habilidades padrão, que no caso dele atingem o pico durante a lua cheia, já teve várias séries ao longo dos anos nas HQs, com várias interpretações sobre esse pequeno problema mental, ou não. Mas de qualquer maneira parece uma premissa bem foda para uma série mais adulta, em um certo canal de streaming? Não?

8 – Spectrum

Agora eu buguei a cabeça de muita gente. Quem diabo é Spectrum? Bem, esse é o nome atual do alter-ego de Monica Rambeau, por que o outro nome dela você conhece MUITO BEM: Capitã Marvel. Exatamente amigo, Carol Danvers não foi a primeira a assumir o manto após a morte de Mar-Vell o Capitão original. Compliquei sua vida?

Antes, bem antes, da Capitã Marvel ser a Carol Denvers, lá nos anos 80 essa heroína de poderes cósmicos tinha uma importância enorme no Universo Marvel, chegando até a liderar os Vingadores e tirando a Tempestade, Ororo Monroe, ela foi fácil a heroína afro-americana mais importante da Marvel durante um bom tempo. Por razões que a própria razão desconhece, ela foi sendo colocada de lado, perdeu poderes e quando voltou foi pra ficar como segundo plano. Depois de Capitã Marvel ela já foi a Pulsar, Fóton e finalmente Spectrum. Apesar de mal tratada pelos roteiristas, uma grande personagem da história dos Vingadores. De repente pinta no filme da Capitã Marvel né?

7 – Nova

Esse eu dava como certo em Guardiões da Galáxia. Errei, mas a Tropa Nova, que é uma força policial interestelar da Marvel, meio como a Tropa dos Lanternas Verdes, marcou presença. De qualquer maneira eu estou falando de Richard Rider, o Nova, personagem criado nos anos 70 e à época, um membro regular dos Novos Guerreiros. Meio Peter Parker, Richard Rider era um adolescente que herdou o título e os poderes de um dos falecidos membros da Tropa Nova (viu? Lanterna Verde da Marvel, eu disse). O personagem ganhou notoriedade recente devido aos eventos da maxi-saga (ZZzzZZzZ) Aniquilação. Um novo adolescente, chamado Sam Alexander assumiu o manto. Meu chute: o fato de ele não estar nos planos da série de TV dos Novos Guerreiros, pode indicar alguma segunda intenção por parte da Marvel para o personagem.

6 – Mulher-Aranha

Ta aí um personagem que engana no nome. Apesar do que você pode imaginar, Jessica Drew não tem NADA a ver com o Homem-Aranha. Criada nos anos 70, com direito a uma série própria que durou 50 edições, tendo participado até em série de TV, fez sucesso e não tem xongas a ver com Peter Parker. Jessica Drew tinha pais cientistas, que deram super poderes similares aos de aracnídeos a ela ainda criança, tentando curar uma doença letal, porque assim funciona a ciência.

Essa história de origem já sofreu uns retcons, mas ela sempre foi agente da SHIELD e da HYDRA, ou seja, agente tripla e durante um tempo, ela foi parar na geladeira, talvez pelo fim da guerra fria, espiões ficaram meio fora de moda. Mas aí surgiu Brian Michael Bendis e trouxe de volta a personagem em 2004, em Novos Vingadores e desde então ela está por aí na primeira linha de personagens. Com a ligação com a SHIELD e os Vingadores, eu diria que é uma escolha óbvia para o MCU.  Sinto que a hora da Mulher-Aranha está chegando.

5 – Magnum

Não, o Tom Selleck não é um vingador. E não, ele não tem bigode. Simon Williams foi um Vingador por um longo tempo e rolou um boato de que ele estaria em um cameo em Guardiões da Galáxia Vol.2, interpretado por Nathan Fillion, mas parece que todas as referências a Magnum foram cortadas. Nos quadrinhos, Magnum ganhou seus poderes iônicos que incluem o pacote padrão de vôo, força e rajadas de energia do barão Zemo e por um tempo ele foi um vilão infiltrado nos Vingadores, depois seguindo carreira como ator e dublê em Hollywood (não é zoeira). Já tendo morrido e voltado um milhão de vezes é meio que uma piadola pronta ali esperando para ser contada e tendo uma forte ligação com a Feiticeira Escarlate, não é improvável que ainda vejamos o Sr. Williams na telona. E sim, pode ser o Nathan Fillion sim! Gostamos!

4 – Shang-Chi – O Mestre do Kung Fu

Depois do nível médio de Punho de Ferro na Netflix, a Marvel tá meio em dívida com a gente no que diz respeito às místicas artes marciais. Principalmente por que faltaram artes marciais na série. Se a Marvel quiser compensar, a escolha óbvia para um super Bruce Lee é Shang-Chi, O Mestre do Kung Fu.

O personagem, nascido também nos anos 70, no auge da febre por artes marciais, teve uma vida lona nas HQs, chegando a impressionantes 100 edições. Recentemente entrou para os Vingadores (quem nunca, não é mesmo?) e tem ganho uma atenção até que significativa atualmente. Uma série do Mestre do Kung Fu, interpretado por um ator asiático (por favor, não inventem moda) talvez dê uma compensada pela série do Punho de Ferro.

 

 

3 – She Hulk

Outro personagem que o nome sugere meramente uma versão feminina, mas que vai além, Jennifer Walters, prima do Bruce Banner, também conhecida como a Sensacional Mulher Hulk, saiu rapidamente de uma brutamontes verde para uma das personagens femininas mais importantes que a Marvel tem nas mãos. Além de super heroína, ela também é advogada e só essa dualidade já dava uma série de TV excelente. Mas se você precisa de uma mulher forte (literalmente) ela também serve muito bem. Poucos personagens tem características tão flexiveis como ela, com várias possibilidades para se contar uma história, com a flexibilidade de pintar na TV ou no Cinema, tanto faz. Já passou da hora do pessoal que não acompanha HQs saber o quão foda essa personagem é!

2 – Ms. Marvel

Kamala Khan é a personagem mais jovem e uma das mais divertidas dessa lista. A jovem paquistanesa-americana direto de Jersey para o mundo, com habilidades de transformação, graças ao gene Inumano presente no seu corpo. Fã de super-heróis, depois que ela descobre que tem poderes graças ao gene Inumano, assume o nome de Ms. Marvel, por que ela é super-fã da Carol Danvers, não muito depois de ela ser promovida a Capitã Marvel.

Ela também é a primeira personagem muçulmana-americana a ganhar uma série própria pela Marvel, e olha, que série. Junto com o Miles Morales e a Thor Jane Foster, é a melhor personagem da Marvel atualmente. A história é toda baseada na jornada da Kamala entre salvar o mundo e ser uma adolescente, o que casa PERFEITAMENTE com uma série de TV, talvez até melhor do que ganhar um filme, por que daria pra ligar com Agents of SHIELD e ainda sim com o cinema. Apenas faça Marvel, apenas faça!

1 – Namor – O Príncipe Submarino

O Senhor de Atlântida, pelo menos para a Marvel, provavelmente é o maior herói dessa lista em termos de fama, que ainda não apareceu. Esse fato provavelmente se deve muito mais ao rolo de direitos de cinema com a Fox, porque ele faz  parte do universo do Quarteto Fantástico e toda aquela frescura. Por que eu não consigo ver outro motivo senão imbrólio jurídico para não termos ainda Namor nos cinemas.

Com a chegada do Aquaman/lenhador/hipster/Khal Drogo em 2018, pode ser que mate qualquer chance que o personagem tinha, já que eles são MUITO similares. Ambos são meio-Atlantes, senhores de Atlântida, geralmente são lobos-solitários que não atuam bem em grupo, com personalidade forte e tal. A diferença principal era a de que um era loiro e o outro moreno, mas né, por motivos de Jason Momoa, essa também já era.

De qualquer maneira, eu acho que a Marvel deveria sim trazer o Namor para o MCU. Seja como Vingador pós fase 3, seja como um membro dos Invasores, lutando na Segunda Guerra Mundial ao lado do Capitão América, com um filme de época, ou fazendo uma participação em alguma reunião dos Illuminatti. Seja como for, Namor é um personagem icônico e muito importante na mitologia da Marvel para não estar presente no MCU.

E você? O que acha dessa lista? Esqueci algum herói? Conta ai pra gente quais personagens você gostaria de ver em uma versão carne e osso no Marvel Cinematic Universe?

 

 

Deixe uma resposta